Início Empresa Produtos Parceiros Clientes Contato
Conceitos
BI
BI 2.0
BI X BI 2.0
OLAP
Metadados
ETL
DW
Data Mart
Data Mining
BSC
CRM
DBM
Estatísticas
Apresentação
Casos de sucesso
Apresentação

Estatística (em construção)

É uma ciência que está interessada nos métodos científicos para coleta, organização, resumo, apresentação e análise de dados, bem como na obtenção de conclusões válidas, e na tomada de decisões razoáveis, baseadas em tais análises.

ESTATÍSTICA DESCRITIVA

É aquela área da estatística que tem a finalidade de descrever o fenômeno estatístico estudado, coletando, tabulando e analisando os dados obtidos.

ESTATÍSTICA INDUTIVA

É aquela área da estatística que, a partir de algumas informações e análises, obtidas pela estatística descritiva, e mediante métodos adequados, tem a finalidade de estimar, induzir, concluir possíveis resultados sobre um determinado fenômeno estudado.

A estatística indutiva é também chamada de estatística inferencial ou estatística amostral.

POPULAÇÃO

É o conjunto formado por elementos que possuam pelo menos uma característica comum.

Exemplos: Conjunto dos parafusos produzidos pela Parafuleta Ltda.. Conjunto dos alunos da PUCRS.

Quando o número de elementos de uma população é conhecido ela é denominada de População finita, e quando isso não ocorre, ela é denominada de População infinita.

AMOSTRA

Denominamos de amostra a qualquer subconjunto não vazio de uma população.

Exemplo: Na população dos alunos da PUCRS, os alunos de cada sala de aula, são amostras dessa população.

CENSO

É um levantamento estatístico realizado em toda uma população.

AMOSTRAGEM

É um levantamento estatístico realizado em uma ou mais amostras de uma população, com o objetivo de obter resultados sobre a população de interesse.

VARIÁVEL

É um símbolo matemático que pode representar qualquer elemento de um conjunto de dados, chamado de universo ou domínio dessa variável.

VARIÁVEL QUANTITATIVA

É aquela variável que representa elementos de um conjunto numérico de dados, normalmente quantitativos.

Uma variável quantitativa pode ser Contínua (quando pode assumir qualquer valor Real no seu domínio) ou Discreta (quando assume somente alguns valores no seu domínio. Em estatística, uma variável discreta assume só os valores inteiros do seu domínio).

Exemplo: Peso, altura, idade: são variáveis quantitativas contínuas. Número de filhos, número de acidentes: são variáveis quantitativas discretas.

VARIÁVEL QUALITATIVA

É aquela variável que representa elementos cujos registros são feitos qualitativamente, ou por categorias. É também chamada de atributo, ou variável categórica.

Uma variável qualitativa pode ser Nominal (quando a referencia for um nome) ou Ordinal (quando a referência denotar uma ordem)

Exemplo: Sexo, cor dos olhos, profissão: são variáveis qualitativas nominais. Escolaridade, classificação no vestibular: são variáveis qualitativas ordinais.

ROL

Os dados coletados (normalmente chamados de dados brutos) podem ser organizados numericamente, em ordem crescente ou decrescente, obtendo-se assim o chamado Rol (que é chamado de crescente ou decrescente, conforme o caso).

APRESENTAÇÃO TABULAR DOS DADOS ESTATÍSTICOS

INTRODUÇÃO

Os dados estatísticos coletados são trabalhados, para poderem ser apresentados e utilizados, sempre que for necessário. Esta apresentação de dados pode ser feita de duas maneiras, ou seja, através de tabelas ou através de gráficos. Estudaremos primeiramente a apresentação tabular dos dados.

SÉRIES ESTATÍSTICAS

São tabelas através das quais os dados estatísticos coletados podem ser apresentados. Temos dois tipos dessas tabelas: “Séries de dados não agrupados” e “Distribuições de freqüências”.

SÉRIES ESTATÍSTICAS DE DADOS NÃO AGRUPADOS

São tabelas onde os dados estatísticos são apresentados em forma de “listas de valores”. Nessas “listas” , os dados estatísticos estão apresentados de acordo com a época a que se referem, ao espaço onde se observam ou a qualidade ou a espécie do fenômeno estudado. A partir daí temos as seguintes denominações: Série temporal, cronológica, ou histórica. Série Geográfica (territorial ou espacial). Série especificativa (ou qualitativa) e Série mista ( resultante da combinação das séries temporal, geográfica e especificativa).

Exemplos:

2003 - Elaborado por Wirthmann - Todos os direitos reservados.